ideoversos:

Ah, o amor,

um sentimento tão sublime,
e ao mesmo tempo, 
tão devastador…

T.

 



“Se pudessem me ver do jeito que eu me vejo, se pudessem viver nos meus pensamentos, será que alguém, qualquer pessoa, me amaria?”
O Teorema Katherine.   (via gramaticas)

“Se você está sofrendo por causa de um amor perdido, eu tenho más notícias: não há nada que você possa fazer. E não há ninguém que possa ajudar. Na melhor das hipóteses, você vai ter um amigo paciente pra levá-lo a um bar e ouvir suas queixas e, eventualmente, buscar você em um bar e leva-lo pra casa com segurança, nos dias que você se comportar feito um bobo. Na verdade, até existe alguém capaz de curar sua dor, mas esse alguém não costuma ter pressa: ele se chama tempo. Portanto, procure levantar sua cabeça, e dar um passo adiante, por menor que seja, porque você ainda tem um longo caminho a percorrer dentro desse inferno. Ter pena de si mesmo não vai ajudar em nada, e por mais que você que não acredite, eu posso te garantir que você sente algum prazer em cultivar esse sofrimento. Sim, estar triste é uma forma de exercer a paixão, quando o alvo dessa paixão já se foi. Você está usufruindo o seu direito de estar eternamente apaixonado. Isso é ótimo, prova que você é um romântico. Mas, coisas ótimas não costumam ser baratas, e você tem que pagar seu preço. Em algum momento, tudo isso vai passar. E nesse caso, quando o furacão for embora, ele não deixará destroços, como se nada tivesse acontecido. Você vai recuperar suas noites de sono. Vai se sentir revigorado, vai tá feliz consigo mesmo, vai levantar sua auto-estima. Você vai tá pronto pra entregar seu coração à outra pessoa, mesmo correndo o risco de parti-lo em mil pedaços novamente, porque o amor… sempre vale a pena.”
Desconhecido.      (via gramaticas)

“Vamos fingir que tudo está bem. Que as piadas do palhaço ainda são engraçadas e que o coração não dói. Que o ambiente reservado para fumantes não sufoca e que esperar na fila do banco não cansa. Vamos fazer parecer que nenhuma música é uma lembrança e que o cheiro não grudou na ponta do nariz. Vamos fingir que eu não o vejo em todo canto e que o meu lado da cama dele ainda espera por mim. Vamos fazer de conta que esse espaço todo não aperta e que o que sinto não é necessidade. Vamos fechar os olhos e imaginar que esse ainda não foi o inicio do fim.”
Casebre.  (via gramaticas)

“Já não sinto mais você aqui dentro do peito, mas também já não sinto mais a vontade de amar outro alguém. Tudo se foi.”
Gramaticas.   (via gramaticas)

“Olhos inchados de amar sozinha.”
  Tati Bernardi.  (via revoando)

“Vai meu filho. Acostume-se. Nem todo mundo é bom, nem todo mundo é ruim. Nem toda paixão é amor. Você tem que se acostumar. Vai doer, vai sangrar, você vai chorar mas vai aprender que todo mundo precisa de uma cicatriz de guerra. Essa é a sua, e tenha certeza alguém vai amar ela, assim como você.”
Leite Com Chá.  (via gramaticas)

“Me desculpe, eu não devia ter feitos tantos planos pra gente, fui tolo.”
Gramaticas.  (via gramaticas)